Evento: Caminho do Imigrante – 150 anos da imigração italiana

Inscrições abertas para o ‘Caminho do Imigrante – 150 anos de história/20 anos de caminhada’

Notícia originalmente publicada no site do APEES – Arquivo Público do Estado do Espírito Santo.

Estão abertas as inscrições para a nova edição do Caminho do Imigrante, que neste ano celebrará os 150 anos da imigração italiana e os 20 anos de realização da caminhada. O evento, organizado pelas prefeituras de Santa Teresa e Santa Leopoldina, com o apoio do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo (APEES), ocorrerá no dia 1º de maio. No total, são quase 30 quilômetros de passeio, entre os dois municípios, nos quais os participantes relembram as vivências dos seus antepassados, em meio a matas, montanhas e cachoeiras. O formulário para a participação já está disponível no endereço: http://www.caminhodoimigrante.es.gov.br.

O “Caminho do Imigrante” segue a estrada “Bernardino Monteiro”, inaugurada em 1919. Ela foi construída obedecendo ao traçado da antiga trilha aberta pelos italianos que fundaram Santa Teresa, em 1874, reconhecida oficialmente como a primeira cidade de colonização italiana do Brasil. Para a definição do itinerário foram consideradas as descrições contidas nos documentos do APEES e as informações que estão em livros como: “Karina”, de Virginia Tamanini e “Canaã”, de Graça Aranha, que têm referências a esse percurso. Essa parte da história capixaba é retomada pelos caminhantes como uma homenagem aos seus familiares.

150 anos da imigração italiana

Este ano o “Caminho do Imigrante” está inserido na programação dos 150 anos da Imigração Italiana no Espírito Santo-Brasil em referência à chegada, em 1874, da Expedição de Pietro Tabacchi ao Espírito Santo, evento que inaugura a imigração em massa de italianos para o país. Ao todo, foram 388 camponeses – trentinos e vênetos – que embarcaram no navio à vela “La Sofia” e chegaram à capital Vitória em busca de oportunidades, trabalhos e vivências.

Parte desses imigrantes, que anteriormente seguiram para Santa Cruz (Aracruz), na Colônia Nova Trento, deixou a propriedade de Tabacchi e seguiu em direção à Colônia de Santa Leopoldina, ao Núcleo Colonial de Timbuhy, onde atualmente está localizada a cidade de Santa Teresa.

De Vitória ao antigo porto do Cachoeiro de Santa Leopoldina os imigrantes seguiram em canoas, pelo rio Santa Maria da Vitória. Desse porto fluvial, as famílias subiram as montanhas, nas trilhas abertas em meio à densa mata Atlântica, em direção aos lotes agrícolas, onde se instalaram, fizeram derrubadas e realizaram as primeiras plantações para o seu sustento. O “Caminho do Imigrante” segue o mesmo traçado, que liga as duas cidades, por onde andaram os primeiros italianos, há 150 anos.

Para celebrar a data, no decorrer de 2024, haverá em todo o Estado uma ampla programação com atividades culturais que envolvem músicas, danças, religiosidade e comidas típicas.

Programação – Caminho do Imigrante

Santa Teresa
5h30: Transporte para Santa Leopoldina

Santa Leopoldina
6h45: largada para ciclistas
7h: largada para andarilhos

Santa Teresa
12h: Almoço típico
12h às 13h: Apresentações culturais
16h: Transporte de retorno a Santa Leopoldina

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

museu da imigração
Museu da Imigração do Estado de SP – Palestras Imigração Alemã

Notícia publicada no site do Museu da Imigração do Estado de SP O Museu da Imigração (MI), instituição da Secretaria […]

SAIBA MAIS
ihgmg
Em breve, um tesouro da história de Minas Gerais estará ao seu alcance!

Notícia publicada na página do IHGMG no Facebook. O Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG) está preparando o […]

SAIBA MAIS
Fazendo genealogia no agreste central de pernambuco
Live CBG, 28/5 – Fazendo Genealogia no Agreste Central de Pernambuco, com Fabio Miranda Rodrigues Miron

No dia 28/05 irá ocorrer a Palestra “Fazendo Genealogia no Agreste Central de Pernambuco” por Fabio Miron, com transmissão online […]

SAIBA MAIS
Volatr ao topo