Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais

Foi acolhida integralmente no parecer 5925822 da Desembargadora Denise de Souza Luiz Francoski, do Poder Judiciário de Santa Catarina, o despacho 5925840 exposto pelo Comitê Gestor de Proteção de Dados Pessoais – CGPDP, em reunião realizada no dia 26 de outubro de 2021, o entendimento de que “pedidos de acesso à processos anteriores ao ano de 1900 não devem sofrer a incidência da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, pois há a certeza de que não existem mais dados pessoais de pessoas vivas (pessoas naturais)”. Notícia enviada pelo nosso associado titular Carlos Alberto da Siveira Isoldi Filho.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Paulo Machado Costa e Silva
Nota de falecimento – Paulo Machado Costa e Silva (1917 – 2019)

Lamentamos informar o falecimento, ocorrido há três anos (somente em 10/05 chegou a nosso conhecimento), no dia 18 de março […]

SAIBA MAIS
paleografia
Em 27 de Maio a ASBRAP promoverá a live “O desafio de decifrar manuscritos: algumas noções de paleografia”, com Maria Lucia Machens.

No próximo dia 27 de maio (sexta-feira), às 18h30mim, a ASBRAP promoverá a live “O desafio de decifrar manuscritos: algumas […]

SAIBA MAIS
cbg biblioteca chf
O CBG foi convidado para a inauguração do Novo Centro de História da Família na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.
No dia 29 de janeiro de 2022 a Diretoria do CBG foi recebida solenemente no Templo do Rio de Janeiro [...]
SAIBA MAIS
Volatr ao topo