O Museu Ellis Island ganha uma nova cara

O museu, inaugurado há 34 anos num edifício do século XIX, será remodelado e reinventado, disse o presidente da Fundação Estátua da Liberdade-Ellis Island.

Notícia traduzida do original, publicado por James Barron no The New York Times.

Bom dia. É quinta-feira. Hoje vamos descobrir por que um trailer de construção chegou ao museu de Ellis Island. 

O museu em Ellis Island “conta uma história fundamental de quem somos como país, porque conta a história de onde viemos”, disse Jesse Brackenbury, presidente e executivo-chefe da organização sem fins lucrativos que trabalha em parceria com o National Park Service, que opera o museu. “Você está seguindo os passos de 12 milhões de pessoas que passaram por aqui.”

“Mas”, acrescentou, “é um museu com 34 anos”.

É preciso mais do que apenas um pouco de renovação, disse ele. Sua organização, a Fundação Estátua da Liberdade-Ellis Island, está iniciando um projeto de US$ 100 milhões para, o que ele chamou de, “um museu reinventado”, com uma tela de vídeo de 36 metros de largura. Para os visitantes que desejam procurar parentes – “o núcleo emocional de uma visita”, disse Brackenbury – haverá um centro ampliado de história da família com um banco de dados de 154 milhões de nomes.

O trailer de construção chegou na semana passada. O trabalho não será imediatamente óbvio para o público, disse Brackenbury, porque os estágios iniciais não envolvem espaços públicos. O museu permanecerá aberto enquanto a obra avança para essas áreas.

As mudanças dentro do elaborado edifício Beaux-Arts se encaixarão em um “projeto de melhoria de infraestrutura” de US$ 17,7 milhões, pago pelo Serviço de Parques. A fachada de tijolo e calcário será reformada e as janelas em forma de meia-lua sob os tetos abobadados serão substituídas. O Serviço de Parques disse em comunicado que o trabalho era “crítico para a proteção a longo prazo do edifício”.

No seu apogeu, cerca de 5.000 imigrantes por dia passavam por Ellis Island.

Na década de 1920, o governo praticamente abandonou o uso da ilha como instalação convencional de imigração, antes de fechá-la completamente em 1954. Na década de 1980, o executivo automobilístico Lee Iacocca foi responsável por arrecadar dinheiro para restaurar o prédio do museu, bem como para reformar a Estátua da Liberdade.

Brackenbury disse que a fundação arrecadou US$ 60 milhões para as reformas do museu. Os planos prevêem a modernização de mais de 100.000 pés quadrados de espaço de exposição, tornando o museu “mais acolhedor, reconfortante e acessível”.

“Os visitantes que chegam muitas vezes ficam um pouco cansados ​​quando chegam lá”, disse ele. “Você esperou pela balsa e pegou a balsa, e já foi um longo dia.” Depois, acrescentou, “você sai da balsa com 500 a 1.000 pessoas. Não é como a maioria dos museus onde as pessoas entram aos poucos. Está chegando em ondas.”

Portanto, assentos adicionais serão instalados. Os sistemas de ar condicionado e aquecimento serão atualizados. O Wi-Fi chegará a todo o edifício. E os sinais serão melhores, disse Brackenbury.

“Neste momento há uma grande placa com setas apontando em todas as direções” na entrada, disse ele. “Se você parar e olhar aquela placa, as pessoas vão te atropelar.”

O espaço será reconfigurado, com um balcão de informações do Park Service ao lado. Essa gigantesca tela de vídeo preencherá uma parede e haverá uma exibição em homenagem ao propósito original do espaço. Era uma sala de bagagens onde as pessoas despachavam suas malas e baús a caminho do momento tão importante com um funcionário da imigração.

Os funcionários do museu reconhecem que o ritmo dos visitantes é mais rápido atualmente: eles planejam instalar uma galeria exibindo temas do museu ao lado da sala de bagagens. “Se você tiver apenas 20 minutos, está aí e você poderá entender o que é este museu”, disse Brackenbury. “E também teremos 137.000 pés quadrados de espaço se você tiver tempo para isso.”

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

museu da imigração
Museu da Imigração do Estado de SP – Palestras Imigração Alemã

Notícia publicada no site do Museu da Imigração do Estado de SP O Museu da Imigração (MI), instituição da Secretaria […]

SAIBA MAIS
ihgmg
Em breve, um tesouro da história de Minas Gerais estará ao seu alcance!

Notícia publicada na página do IHGMG no Facebook. O Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais (IHGMG) está preparando o […]

SAIBA MAIS
Fazendo genealogia no agreste central de pernambuco
Live CBG, 28/5 – Fazendo Genealogia no Agreste Central de Pernambuco, com Fabio Miranda Rodrigues Miron

No dia 28/05 irá ocorrer a Palestra “Fazendo Genealogia no Agreste Central de Pernambuco” por Fabio Miron, com transmissão online […]

SAIBA MAIS
Volatr ao topo